Projeto C.O.V.A.

Enterre-se nesta Cova se tiver coragem e ossos!!!

Aos Artistas Que Sobrevivem Nas Sombras Mais Inspiradoras E Aos Amantes Destas Sombras Na Forma De Arte, Poesia, Literatura E Música


Zeus, O Raio

Compartilhe

Inominável Ser
Admin
Admin

Mensagens : 793
Data de inscrição : 19/05/2010
Idade : 40
Localização : Onde vivem os mortos

Zeus, O Raio

Mensagem  Inominável Ser em Sab Jan 05, 2013 3:36 pm



Júpiter E Tétis - Jean Dominique Ingres


Esplendorosamente,

Eu Vi O Raio

Cair...


Eu Estava Lá,

Lá,

E Vi O Raio

Cair...


Eu Estava Lá,

Na Grécia Alta,

E Vi O Raio

Cair...


A Tempestade

Foi Eterna,

A Tempestade

Foi Infinita!


A Tempestade

É Eterna,

A Tempestade

É Infinita!


Atravessando Os

Tempos,

Atravessando Os

Mundos,

Ainda Vejo O Raio

Caindo!


Atravessando O

Kosmos,

Atravessando A

Criação,

Ainda Vejo O Raio

Caindo!


O Raio,

O Raio,

Caindo,

Caindo,

Caindo,

Caindo,

Caindo,

Sobre A Minha

Grega Vestimenta

De Guerreiro

Espartano!


O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

Ah,

O Raio,

Sagrando A Minha

Guerreira Espada

Em Minha

Guerreira Eterna

Alma!


O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

Ah,

O Raio,

Caindo Em Mim

E Ascendendo-Me

Diante Do Olimpo

E Da Grande Águia

A Governá-Lo!


Ó,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Raio Eterno,

Eterno Raio,

Caindo,

Ascendendo-Me

E A Todos Aqueles

Que Em Grécia Alta

Viveram

Como Guerreiras Águias

Seguidoras Da Vossa

Olímpica Voz

De Grande Pai

Das Nossas

Ascendentes Eternas

Guerreiras Almas!


Ó,

Zeus!


Ó,

Zeus!


Ó,

Zeus!


Inominável Ser

ETERNO ESPARTANO

FILHO DE ZEUS


Inomináveis Saudações a todos.

Zeus, entre os gregos. Júpiter, entre os romanos. Um Pai, Pai Maior Do Olímpíco Panteão De Deuses Eternos Maiores. Representante de Princípios Altos, Senhor Dos Céus, Os Firmamentos Todos Da Terra E Dos Mundos. Como em todas as mitologias, os Deuses-Pais, Supremos, Absolutos, estão acima dos humanos caminhos e dos humanos impressos caminhos que são percorridos por nós aqui nesta Terra vítima das intempéries das Carpas. Este Deus, como todos os Deuses Gregos, no entanto, percorria esta Terra qual um homem comum ou tomando a forma de animais, relacionando-se com mulheres e tendo filhos poderosos como Hércules. Ele deixou de ser um Deus Maior, O Maior De Todos Os Deuses Gregos, ao se relacionar com humanas? Ele se tornou humanamente concebível e traduzível apenas porque tocou em humanas, desejou humanas e, até, um humano que Ele transportou para o Olimpo, Ganimedes? O senso comum atual chamaria Zeus apenas de "mulherengo", "pegador", mas esta não é a questão aqui erguida; o que conta é termos uma visão fora do comum, uma visão ocultista, uma visão própria, interpretativa do que Zeus, em Sua Maravilhosa Existência, nos passa. Ele, da Esfera Olímpica, foi um, ao lado dos demais Deuses Gregos, responsáveis pelo desenvolvimento da antiga e monumental civilização grega; se foi um homem que se elevou junto a outros homens a alturas inimagináveis entre os seus ou um Espírito Nascido Alto Desde Sempre, isto cabe apenas ser apreendido pelas nossas respectivas intuições. Ser Filho De Zeus, Dizer-Se Filho De Zeus, significava para os gregos assumir a Alta Personalidade Arquetípica Daquele Que Eles Viam Como O Grande Deus Pai De Todos Os Deuses E Da Humanidade, conforme os conhecimentos que transmitidos foram oralmente e por escrito pelos antigos poetas gregos. Mais do que simplesmente se relacionar fisicamente com mulheres e homens, Zeus, em Espírito, tocava naqueles que representariam bens para o povo que protegia em seu desenvolvimento; um Espírito como concebemos, atualmente, todos os seres invisíveis que agora, neste exato momento da leitura deste texto introdutório, estão em todos os lugares e nos cercando. Podemos percebê-los sutilmente ou de formas mais profundas, como sentimos sutilmente ou de formas mais profundas a Existência De Zeus; aos insensíveis e que não crêem no Plano Espiritual, Zeus é apenas um mito, uma lenda, uma antiga história de um antigo povo que já foi brilhante.

E porque, atualmente, o povo grego não é mais brilhante e nem possui mais a riqueza que possuia nos antigos tempos do caminhar dos Deuses em seu solo, ou seja, em seu imaginário, em sua mente coletiva, gerando um campo de transformações e formações de atos e caminhos que conduziam ao crescer maior de suas instituições? Alguns autores defendem que o início desta nossa idade recheada de violências e desgraças, preconceitos e vazios existenciais imensos e intensos iniciou-se a partir da vitória de Zeus e dos Olímpicos diante de Cronos e os Titãs; porém, mesmo se Zeus tivesse perdido, o mundo e o povo grego não se encontrariam na mesma decadência contemporânea? Não seria o Destino Da Grécia e o Destino Do Mundo se afundarem nesta nossa Desgraça Contemporânea? Quais as respostas plausíveis? Quais as respostas possíveis? Nenhuma? Todas? Algumas? Poucas? Tenho em mente que o afastamento dos gregos da sua religião natural, o culto aos Deuses, para dar lugar à recepção da Religião Do Cordeiro (a da atualmente famigerada Igreja Católica) com seus preceitos e conceitos anti-naturais, contribuiu para que Espíritos como Zeus, Hera e os demais Deuses Olímpicos deles se afastassem, dando vazão a uma célebre frase cunhada por algum célebre grego pensador do qual não me lembro agora o nome: "os Deuses estão mortos". Sim, para os gregos atuais, os Deuses Olímpicos estão mortos, já que todo o brilhantismo de sua etnia, as obras grandiosas de sua têmpera intelectualista, ficaram no passado. A Renascença e o Neo-Classicismo foram tentativas de trazerem novamente ao mundo a Glória Dos Espíritos Olímpicos; tentativas que não fracassaram em seu todo, já que na Arte nos restaram obras de magníficas proporções estéticas, de significados simbolicamente amplos pelas vias das interpretações acadêmicas ou espiritualistas. Mas, o Antigo Espírito Grego, O Raio, Zeus, ficou, realmente, no passado, pois a sua Era já passou e atualmente apenas podemos tocar na névoa dos Tempos em busca de Seus Passos, Seus Feitos, Suas Vozes, Suas Faces...

Zeus está Caindo nesta Cova...

O Raio, O Grande Raio Da Águia Olímpica, nesta Cova.

Zeus, A Águia, Soberana Águia...

Zeus, O Raio, Sobrevoando Esta Cova.

Zeus, Pai Zeus!

Zeus, Grande Zeus!

Zeus, Sublime Raio!

Zeus, Infinito Raio!

Zeus, Eterno Raio!

Zeus, Pai, Caias Aqui!

Zeus, Pai, Caias E Ascenda-Nos Aqui!

Zeus, Pai, Caias E Ascendas A Partir Daqui!

Esta Cova Abre-Lhe As Portas, Zeus!

Esta Cova Abre-Lhe As Estradas, Zeus!

Esta Cova Recebe-Te, Zeus!

Esta Cova Acolhe-Te, Zeus!

Raio, Caias!

Raio, Ascendas!

Zeus, Zeus, Zeus, Zeus, Zeus, Zeus, Zeus, Zeus, Zeus!

Aqui percorreremos a Vossa História tal qual foi-nos relatada e tal qual atualmente permanece entre nós desta Humanidade!

Aqui, Coveiros e visitantes, relataremos o Histórico deste Grande Deus, tocando na Olímpica Esfera com nossas humanas visões limitadas de Espíritos que ainda procuram, em meio a esta Desgraça Contemporânea, O Olimpo Das Eternas Ascensões Eternas...

Caiam Aqui Como O Raio.

Ascendam Aqui Como O Raio.

Caiam Aqui Com O Raio.

Ascendam Aqui Com O Raio.

O Raio, Zeus, nos atinge agora...



_________________

Cova Abismal De Poemas Sombrios

    Data/hora atual: Dom Dez 04, 2016 5:12 am