Projeto C.O.V.A.

Enterre-se nesta Cova se tiver coragem e ossos!!!

Aos Artistas Que Sobrevivem Nas Sombras Mais Inspiradoras E Aos Amantes Destas Sombras Na Forma De Arte, Poesia, Literatura E Música


Antoine Joseph Wiertz

Compartilhe

Inominável Ser
Admin
Admin

Mensagens : 793
Data de inscrição : 19/05/2010
Idade : 40
Localização : Onde vivem os mortos

Antoine Joseph Wiertz

Mensagem  Inominável Ser em Qui Maio 23, 2013 6:45 pm



Auto-Retrato - s/d




La Belle Rosine - 1847


Inomináveis Saudações a todos vós, Coveiros e visitantes.

Uma jovem sorridente contempla um esqueleto.

A jovem, semi-nua.

O esqueleto, além do nu.

A jovem, dialogando com o olhar.

O esqueleto pousando sobre ela a sua essência.

A jovem, mostrando o corpo, iguala-se em um momento apenas dela ao esqueleto.

O esqueleto, à frente do corpo da jovem, demonstra que este ira adquirir a mesma compleição sua.

A jovem mantém-se, da cintura para baixa, coberta, ainda não é o momento da entrega aos braços da Deusa Morte.

O esqueleto, representante da Deusa Morte, respirando o ar da jovem, a qual compreende que chegará àquele estado.

A jovem, a jovem sorrindo, demonstra não ter medo da Deusa Morte.

O esqueleto, o esqueleto suspenso, adquire os ares de um instante de mórbidos momentos.

A jovem exibe no rosto a afeição pelo esqueleto, a afeição pelos vários efeitos e defeitos, vícios e virtudes, da Deusa Morte.

O esqueleto mostra à jovem seus verdadeiros efeitos e defeitos, vícios e virtudes, aos olhos da Deusa Morte.

A jovem aprecia com certo prazer o que virá a ser.

O esqueleto aprecia com certo prazer o que um dia já foi.

A jovem, pela posição do corpo, demonstra respeito pelo que será futuramente.

O esqueleto, como que saudoso de sua antiga condição, revela à jovem que o caminho da cova está a todo momento com ela.

A jovem tem a certeza disso, sorri para o esqueleto.

O esqueleto é a jovem, fora do Tempo, no Tempo, adiante do Tempo, expandindo-se no Tempo.

A jovem confronta com delicadeza o seu futuro nas inescapáveis Mãos Da Deusa Morte.

O esqueleto, ali, à sua frente, dá-lhe o mortal recado, a mortal mensagem, a qual ela recebe sem demonstrar medo, sem demonstrar temores, sem demonstrar receios, pelo que O Tempo lhe trará.

A jovem Sabe que ficará putrefata, sendo comida pelos vermes em sua cova lenta e sublimamente.

O esqueleto mostra sua futura definitiva condição.

A jovem Sabe que cada verme a comer-lhe a carne lhe deixará idêntica ao esqueleto que contempla com satisfação.
O esqueleto toca em sua futura definitiva condição.

A jovem Sabe que cada verme a comer-lhe a carne será o verdadeiro tributo por todos os seus anos de existência terrestre.

O esqueleto sussurra a sua futura definitiva condição.

A jovem Sabe que a Beleza Da Deusa Morte é adequada a cada verme que futuramente em sua cova lhe comerá toda a carne.

O esqueleto abençoa a sua futura definitiva condição.

A jovem é Bela, Bela que terá a carne devorada pelos vermes, Bela que vê que seu destino final é ser devorada pelos vermes...

Experiência transcendente é a contemplação das obras do artista belga Antoine Joseph Wiertz (1806-1865), pintor romântico de exímia habilidade na concepção de quadros tematizando a morbidez e o terrível, assim como outros de mais delicadeza, como retratos e imagens religiosas; e escultor igualmente exímio, de um talento que é esplendorosamente superior. É forte a essência do Feminino em muitos dos seus quadros, como o acima postado que remete a uma viagem tenebrosa pelos seus misteriosos e macabros mistérios. De macabra e misteriosa, a obra de Wiertz é intensamente rica e variada, sempre postulando mensagens que caminham entre um peculiar misticismo e um trevoso paganismo poderosamente construido e delineado. É o Romantismo Do Macabro percorrendo os quadros de Wiertz, quadros exibicionistas de um mundo de pesadelos tenazes e arroubos de paixões e visões e situações cujos simbolismos mais primordiais enaltecem as formas mais duras e cruas existenciais.

O pincel de Wiertz é duro no sentido da apresentação de esquemas contemplativos de forças acima de toda e qualquer compreensão humana. E é cru ao mesmo tempo que proporciona aos mais chegados ao Macabro, como eu, uma identidade instantânea e inquebrantável, impressionante e impressionável, misto de loucos sonhos e lúcidos pesadelos. É através desses loucos sonhos e lúcidos pesadelos que iniciaremos a nossa macabra viagem neste tópico pelo macabro universo de Wiertz. Leiam neste endereço a biografia dele:

Antoine Wertz – Wikipedia

O Belo e O Sublime do Macabro iniciado aqui com Wiertz.


_________________

Cova Abismal De Poemas Sombrios

    Data/hora atual: Dom Dez 04, 2016 3:20 pm