Projeto C.O.V.A.

Enterre-se nesta Cova se tiver coragem e ossos!!!

Aos Artistas Que Sobrevivem Nas Sombras Mais Inspiradoras E Aos Amantes Destas Sombras Na Forma De Arte, Poesia, Literatura E Música


Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Compartilhe

Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Qui Nov 25, 2010 9:32 pm

Também foi feito o filme deste livro, mas eu não vi, é com o Colin Firth e a Scarlett Johanson.
Foi um filme que foi nomeado para vários prémios e ganhou vários prémios.



Principais prêmios e indicações
Oscar 2004 (EUA)

Indicado nas categorias de Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia e Melhor Figurino.

BAFTA 2004 (Reino Unido)

Indicado ao Prêmio Alexander Korda de Melhor Filme Britânico, Anthony Asquith para Trilha Sonora e Carl Foreman para Estreante Mais Promissor (Peter Webber).
Indicado nas categorias de Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Maquiagem, Melhor Atriz em Papel Principal (Scarlett Johansson), Melhor de Atriz secundária (Judy Parfitt), Melhor Desenho de Produção e Melhor Roteiro Adaptado.

Prêmio David di Donatello 2004 (Itália)

Indicado na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Globo de Ouro 2004 (EUA)

Indicado na categoria de Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Atriz de Cinema - Drama (Scarlett Johansson).

Prêmio Goya 2005 (Espanha)

Indicado na categoria de Melhor Filme Europeu.

Festival Internacional de Cinema de San Sebastian 2003 (Espanha)

Venceu na categoria de melhor Fotografia.
Recebeu o prêmio C.I.C.A.E.
Indicado ao troféu Concha de Ouro.

Satellite Awards 2004 (EUA)

Indicado na categoria de Melhor Fotografia.


Última edição por Elektra em Sex Nov 26, 2010 8:12 pm, editado 2 vez(es) (Razão : Acrescentar informação)

Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Sex Nov 26, 2010 1:23 pm


O trailer













Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Qui Dez 09, 2010 5:46 pm

Continuando o tópico....





GILLES DE RAIS






Gilles de Montmorency-Laval, Gilles de Rais, ou Gilles de Retz (10 de Setembro de 1404 - 26 de Outubro de 1440), foi um nobre francês e soldado que lutou em diversas batalhas ao lado de Joana D'Arc contra os ingleses.

Ficou conhecido por ser acusado e condenado por torturar e violar um grande número de crianças. Juntamente com Erzsébet Báthory, aristocrata húngara que agiria no século seguinte, ele é considerado por alguns historiadores como percursor do assassino em série moderno.

De Rais nasceu em 1404 em Machecoul, próximo a fronteira com a Bretanha. Seu pai foi Guy de Montmorency-Laval e sua mãe era Marie de Craon. Ele tinha um irmão, René de Susset, com o qual foi muito unido na sua infância. Fora uma criança inteligente, falando, inclusive, latim fluentemente. Após a morte da mãe e, posteriormente, a trágica morte do pai, os dois irmãos ficaram sob a tutela do avô materno, Jean de Craon. Ele ensinou aos garotos o narcisismo, a soberba, o poder, o orgulho, o que fez com que moldasse a personalidade de Gilles. Mas no começo, Jean dava muito mais atenção ao irmão de Gilles, o que fez com que esse vivesse fechado na biblioteca da casa. Lá ele encontraria seu alter ego e heróis em livros sobre a Roma antiga. Ele via como os antigos imperadores romanos eram poderosos, ricos e matavam sem dever explicações a ninguém.
Aos 14 anos, o seu avô deu-lhe uma grande armadura milanesa e o proclamou cavaleiro. Logo já manejava uma espada e destruia os seus bonecos de treino e já demonstrava sua agressividade. Primeiramente com animais, mas logo com seres humanos. Aos 15 anos, cometeria seu primeiro assassinato. Ele chamou seu amigo Antoin para um duelo, que este pensava ser inofensivo. No entanto Gilles levou o duelo a sério e acabou atingindo Antoin com a espada, que agonizou até a morte. Nessa ocasião ele não foi sequer acusado, pois era nobre e Antoin por sua vez, era de origem humilde.

Sua enorme agressividade levou-o a entrar para a carreira militar, na qual poderia descontar a fúria nos inimigos. Lutava sempre na vanguarda dos soldados (tropas pagas por ele) contra os ingleses, e parecia outra pessoa quando lutava, tamanha era sua habilidade.

Após uma das campanhas casou-se com Catherine, que era de uma casa nobre da Bretanha, em 1420. Em 1429, Catherine daria à luz a única filha do casal, Marie. Porém Gilles dizia não amar a esposa e posteriormente, ficava evidente o caráter da bissexualidade do homem. Mais tarde, Gilles lutaria ao lado de Joana D'Arc, pela qual possuía uma estima muito grande, novamente contra os ingleses, retornando vitorioso a Paris.

Com o passar do tempo, as derrotas contra os ingleses (na batalha de Patay) e, posteriormente a morte de sua 'deusa' Joana D'Arc, tornaram Gilles cada vez mais triste e sombrio. Ele chegou a declarar que não tinha mais vontade de viver, pois essa morrera com Joana D'Arc.

Deixou a vida militar e refugiou-se na Bretanha Francesa, mais precisamente no castelo de Tiffauges, onde os seus demônios e sentimentos mais perversos afloraram. A mente do ex-comandante ficara ainda mais confusa com as tragédias da guerra e a morte de seus camaradas. Nessa altura ele já havia se separado de sua esposa Catherine.

Entre 1432 e 1440, chegaram a contabilizar o desaparecimento de mais de 1.000 meninos entre 8 e 10 anos na Bretanha. No seu castelo, Gilles estava rodeado de uma corte grotesca de bruxas, alquimistas e sadistas. Gastava toda a fortuna em obras artísticas que lhe recordavam as campanhas com Joana D'Arc e em festas para os seus estranhos amigos e conselheiros. As bizarrices, porém, ocorriam ao cair da noite, quando ele dedicava-se a torturar, violar e assassinar meninos, préviamente seqüestrados por 'bruxas'. Para defender-se de acusações de que os meninos seqüestrados eram levados ao seu Castelo, Gilles dizia que os entregava a Inglaterra para se converterem em padres.

Ele utilizou, além do castelo de Tiffauges, o castelo de Machecoul e a casa de Suze para cometer seus delitos.

Tudo acabaria em outubro de 1440, quando uma investigação levou até Gilles de Rais. No seu julgamento (altamente detalhado nas escritas do século XV), ele se declarou, a princípio, inocente. Entretanto, em um de seus transtornos de personalidade, dos quais já sofría há anos, ele assumiu a culpa, dizendo estar arrependido. Gilles documentou todos os assassinatos e ações conturbadas. As declarações chocaram a França, pois era considerado um herói pelo povo. Chegaram a contabilizar 200 vítimas, porém é certo que este número seja bem maior.

No dia 26 de outubro de 1440, Gilles de Rais e seus 'colaboradores' foram levados até Nantes, onde foram enforcados e depois queimados.



AngelSpectrum

Mensagens : 120
Data de inscrição : 02/06/2010
Idade : 24
Localização : Portugal

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  AngelSpectrum em Sex Dez 10, 2010 1:12 pm

Um homem nojento sem dúvida!!
Matar e violar crianças e só teve como pena ser enforcado e queimado?! Deviam lhe ter enfiado um ferro em brasa pelo cu a cima!!

Vamos agora para outra personagem...

Bloody Mary




Rainha da Inglaterra e da Irlanda (1553-1558) nascida em Greenwich, a primeira rainha que governou de fato a Inglaterra (1553-1558) e com direito adquirido e que ficou conhecida por sua perseguição aos protestantes na tentativa frustrada de restabelecer Catolicismo romano como religião oficial na Inglaterra. Filha de Henrique VIII e de Catarina de Aragão, era a meia-irmã mais velha do rei Eduardo VI de Inglaterra, que não tinha filhos, e assim sendo, a opção mais direta para sucedê-lo. Foi proclamada princesa de Gales (1525) e foi educada como católica pela mãe Catarina e, por causa dessa formação, era radicalmente contra a aplicação anglicanismo ou quaisquer outras religiões como oficiais. Com o casamento do pai com Ana Bolena, foi declarada bastarda e privada do título de princesa, porém ela jamais admitiu sua ilegitimidade dinástica e não acatou a recomendação de entrar para um convento. Após o repúdio do pai a Ana Bolena, ofereceu-lhe o perdão, com a condição de que ela o reconhecesse como chefe da igreja da Inglaterra. Acatando a exigência obteve o direito de sucessão depois dos filhos varões do pai. Mesmo assim, temendo este retrocesso, o rei agonizante foi convencido por alguns conselheiros nomear outro herdeiro, no caso a protestante Joana Grey. Quando Eduardo VI sucedeu ao pai (1547) introduziu novas reformas na liturgia eclesiástica, como a substituição do latim pelo inglês, o que ela não aceitou e sofreu novas perseguições. Com a morte de Eduardo VI (1553). De uma descendência muito popular as princesas deserdadas não concordaram com a coroação e dominou a rebelião dos nobres ingleses. Então, com o apoio da população, a princesa mais velha destronou a rainha Jane, nove dias depois da coroação e foi proclamada a nova rainha no dia 10 de julho. Presos na Torre de Londres, Jane e o marido foram condenados e decapitados no ano seguinte (1554) depois de sufocar com violência uma revolta contra a rainha, organizada por Sir Thomas Wyatt. O seu governo caracterizou-se desgraçadamente por sua vã tentativa de fazer voltar o catolicismo romano como religião do país,para tal mandou perseguir e executar cerca de 300 alegados heréticos incluindo mulheres grávidas, o que lhe valeu o cognome Bloody Mary . Perseguiu cruelmente os protestantes e por causa da religião casou-se com o sobrinho, o rei católico Filipe II da Espanha, o que provocou o ódio no povo inglês. Na guerra contra a França, a Inglaterra perdeu Calais, seu último baluarte no continente. Envelhecida, enferma e frustrada por falsas esperanças de maternidade, morreu em Londres no mesmo ano em que morria Carlos V da Espanha. Foi sucedida por sua meia-irmã Elizabeth (1533-1603), filha de Henrique VIII com Bolena, que procurou restaurar o anglicanismo criado por seu pai.

Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Sex Dez 10, 2010 4:10 pm

Aparece nos "Tudors".

AngelSpectrum

Mensagens : 120
Data de inscrição : 02/06/2010
Idade : 24
Localização : Portugal

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  AngelSpectrum em Sex Dez 10, 2010 6:24 pm

Não é uma mini série. é uma super série espectacular que infelizmente ja acabou Sad

Laracna
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 20/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Laracna em Seg Dez 13, 2010 12:59 pm

Eu não conheço essa série...

Essa Bloody Mary foi a mesma que inspirou a lenda do espelho, de se falar 3 vezes "Bloody Mary" e ela aparece?

Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Ter Dez 14, 2010 4:47 pm

Mal do ser humano...

Smile a bebida é feita de sumo de tomate, vodka,molho inglês(worcestershire),tabasco,pimenta,sumo de limão,sal e gelo.



Laracna
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 20/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Laracna em Qui Dez 16, 2010 6:22 pm

Essa Bloody Mary de ser uma bebida horrorosa...

Inominável Ser
Admin
Admin

Mensagens : 793
Data de inscrição : 19/05/2010
Idade : 40
Localização : Onde vivem os mortos

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Inominável Ser em Qui Dez 23, 2010 10:16 am

E o sangue, parou de cair? Twisted Evil

AngelSpectrum

Mensagens : 120
Data de inscrição : 02/06/2010
Idade : 24
Localização : Portugal

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  AngelSpectrum em Sab Jan 08, 2011 11:44 am

Não parou lol, apesar da bebedeira que anda neste tópico xD

Jack o estripador

Jack, o Estripador (em inglês: Jack the Ripper) foi o pseudónimo dado a um assassino em série não-identificado que agiu no miserável distrito de Whitechapel em Londres na segunda metade de 1888. O nome foi tirado de uma carta, enviada à Agência Central de Notícias de Londres por alguém que se dizia o criminoso.

Suas vítimas eram mulheres que ganhavam a vida como prostitutas. Duas delas tiveram a garganta cortada e o corpo mutilado. Teorias sugerem que, para não provocar barulho, as vítimas eram primeiro estranguladas, o que talvez explique a falta de sangue nos locais dos crimes. A remoção de órgãos internos de três vítimas levou oficiais da época a acreditarem que o assassino possuía conhecimentos anatômicos ou cirúrgicos.

Os jornais, cuja circulação crescia consideravelmente durante aquela época, deram ampla cobertura ao caso, devido à natureza selvagem dos crimes e ao fracasso da polícia em efetuar a captura do criminoso — que tornou-se notório justamente por conseguir escapar impune.

Devido ao mistério em torno do assassino nunca ter sido desvendado, as lendas envolvendo seus crimes tornaram-se um emaranhado complexo de pesquisas históricas genuínas, teorias conspiratórias e folclores duvidosos. Diversos autores, historiadores e detetives amadores apresentaram hipóteses acerca da identidade do assassino e de suas vítimas.

As vitimas:

Mary Ann Nichols (nome de solteira: Mary Ann Walker; apelido: Polly), nascida em 26 de agosto de 1845 e morta em 31 de agosto de 1888, uma sexta-feira. O corpo de Nichols foi descoberto aproximadamente às 3:40 da madrugada no terreno em frente à entrada de um estábulo em Buck's Row (hoje Durward Street). Sua garganta sofreu dois cortes profundos, e a parte posterior do abdômen foi parcialmente arrancada por um golpe intenso e irregular. Haviam também diversas incisões pelo abdômen, e três ou quatro cortes similares no lado direito causadas pela mesma faca. Nichols foi descrita como tendo uma aparência bem mais jovem do que seus 43 anos sugeriam.

Annie Chapman (nome de solteira: Eliza Ann Smith; apelido: Dark Annie), nascida em setembro de 1841 e morta em 8 de setembro de 1888, um sábado. O corpo de Chapman foi descoberto aproximadamente às 6:00 da manhã no quintal de uma casa em Hanbury Street, Spitafields. Assim como Mary Ann, sua garganta foi aberta por dois cortes, um mais profundo que o outro. O abdômen foi completamente aberto, e o útero, removido.

Elizabeth Stride (nome de solteira: Elisabeth Gustafsdotter; apelido: Long Liz), nascida na Suécia em 27 de novembro de 1843 e morta em 30 de setembro de 1888, um domingo. O corpo de Stride foi descoberto próximo à 1:00 da madrugada, no chão da Dutfield's Yard, na Berner Street (hoje Henriques Street), em Whitechapel. Havia uma incisão direta no pescoço; a causa da morte foi perda excessiva de sangue, a partir da artéria principal no lado esquerdo. O corte nos tecidos do lado direito foi mais superficial, estreitando-se próximo à mandíbula direita. A ausência de mutilações no abdômen lançaram incerteza sobre a identidade do assassino, além de sugerir que ele pudesse ter sido interrompido durante o ataque.

Catherine Eddowes (usava os nomes “Kate Conway” e “Mary Ann Kelly”, com os sobrenomes tirados de seus dois ex-maridos, Thomas Conway e John Kelly), nascida em 14 de abril de 1842 e morta em 30 de setembro de 1888, no mesmo dia da vítima anterior, Elizabeth Stride. Seu corpo foi encontrado na Mitre Square, na Cidade de Londres. A garganta, assim como nos dois primeiros casos, foi aberta por dois cortes, e o abdômen aberto por um corte longo, profundo e irregular. O rim esquerdo e grande parte do útero foram removidos. A mídia e moradores de Londres se referiram ao episódio como "evento duplo" (The Double Event).

Mary Jane Kelly (passou a usar o nome “Marie Jeanette Kelly” depois de uma viagem a Paris; apelido: Ginger), supostamente nascida na Irlanda em 1863 e morta em 9 de novembro de 1888, uma sexta-feira. O corpo terrivelmente mutilado de Kelly foi descoberto pouco depois das 10:45 da manhã, deitado na cama do quarto onde ela vivia na Dorset Street, em Spitalfields. A garganta foi cortada até a coluna vertebral, e o abdômen quase esvaziado de seus órgãos. O coração também foi retirado.

Fotos:




Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Sab Jan 08, 2011 6:36 pm

Atualmente o assassinio de alguém só é importante para os media na altura porque é noticia e vende, e para os familiares e amigos da vitima se os tiver,independentemente do que fazem para ganhar a vida.


Esta história do Jack, o estripador sempre me fascinou no sentido da investigação, ainda que na altura os assassinios macabros eram de certa forma comuns em Londres.
Há relativamente pouco tempo fiz uma investigação sobre o assunto porque li um livro que foi feito a partir de um diário de um dos supostos suspeitos,e a partir daí pesquisei; fi-lo para tentar perceber o que a Scotland Yard vivia e como funcionavam na época.
Curiosamente este processo estava fechado e só poderia ser aberto cem anos depois em consideração aos familiares das vitimas e potenciais suspeitos.Em 1988 ele foi aberto ao público e só há uns dois anos atrás consegui aceder á informação do processo que até então estava selada.
A identidade do criminoso permanece um mistério,mas tudo á sua volta é um excelente exercicio histórico.


PS: AngelSpectrum as fotos tem um erro, a última mulher na segunda foto não é uma das vitimas, as vitimas canónicas são 5 e a primeira é a Mary Kelly (a mais mutilada e mais nova)e na segunda foto por ordem são:Elizabeth Stride,Annie Chapman,Mary Ann Nichols, Catherine Eddowes, a última é Alice MacKenzie que foi assassinada a 17 de Julho de 1889(quase um ano depois)suspeita-se que o Jack o estripador tenha morto pelo menos mais 13 mulheres entre elas a Alice, mas não existem certezas daí considerarem só aquelas cinco que foram as que ele assumiu.
Não sei de onde retiraste as fotos, mas a fonte não está correcta.



Laracna
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 20/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Laracna em Sab Jan 08, 2011 8:53 pm

Essas fotos de mutilações não são nada agradáveis. A investigação policial da época não devia ser grande coisa, assim como a de hoje. Há vários crimes na época que nunca foram descobertos. Esse cara era um maluco, completo. Ou um médico traumatizado com as mulheres da vida...
Qual livro é baseado no diário de um dos suspeitos?

Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Dom Jan 09, 2011 1:53 pm


O livro Laracna é o "Diário do Jack Estripador", Shirley Harrison do Circulo de Leitores.

Este livro foi feito a partir de uma pesquisa, que foi efectuada depois da “aparição” de um diário, supostamente escrito pelo punho do verdadeiro “Jack, o Estripador”, o “famoso” assassino de Whitechapel em Londres. Segundo as pesquisas, tudo leva a crer que, Jack chamava-se James Maybrick e era comerciante de Algodão de Liverpool, e que devido ao seu negócio teria que fazer muitas viagens a Londres. Destas viagens algumas conseguiram ser confirmadas, e posteriormente comparadas com as datas dos assassinatos, que coincidiram. O diário foi encontrado numa casa de uma família humilde que vive em Liverpool, casa onde outrora viveu Maybrick. Posteriormente foi identificado um relógio de bolso, que supostamente também pertencente a James, na tampa inferior do dito relógio constataram que estavam inscritas as seguintes palavras, “J. Maybrick”, “Sou Jack” e ainda as iniciais das 5 prostitutas assassinadas entre agosto e novembro de 1888. Ainda neste livro é nos dado aconhecer os passos desta pesquisa, um pouco da vida de James Maybrick, mapas para nos elucidar quanto aos locais em questão, fotografias tanto das vítimas já depois de serem encontradas mortas, e também do suposto Estripador (Maybrick). No final do livro temos a oportunidade de ler o diário, e visualizar o original (inglês). Gostei do livro, fiquei a conhecer mais sobre estes acontecimentos, apesar de não se poder confirmar quem realmente foi Jack, o Estripador. Aconselho à leitura, quem não for demasiado impressionável, e quem gostar destes temas e for curioso como eu:).



Última edição por Elektra em Qui Jan 12, 2012 1:56 pm, editado 1 vez(es)

Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Seg Jan 10, 2011 5:33 pm

O que leva uma pessoa a tirar a vida de outra é algo muito complexo,na época o indice de criminalidade era muitissimo elevado, havia muita fome e as pessoas passavam necessidades sobrevivendo como podiam, eu penso que este caso teve mais repercurssão porque a policia estava desacreditada,e a zona de Whitechapel era uma das mais perigosas de Londres, lendo os relatos dos crimes e relatórios é fácil perceber que eles não sabiam como lidar com um criminoso,agarraram nesta série de crimes numa tentativa de limpar a sua imagem e porque o estripador enviou cartas á policia numa clara afronta, o caso nunca foi solucionado e o estripador desapareceu por isso ficou sempre uma incógnita,por outro lado a imprensa da época já era um esboço do que é hoje, ou seja, uma cambada de hipócritas sensacionalistas.
Aqueles policias eram meras pessoas que nada percebiam daquilo, para terem uma ideia no duplo crime de 30 de Setembro foi escrita uma mensagem na parede junto ao segundo corpo(Catherine Eddowes, um dos mais mutilados) que o chefe da policia mandou apagar......nem uma mera comparação de caligrafia foi possivel fazer,nem uma foto foi tirada.
Agora quando se completaram os cem anos sobre os crimes foram feitas análises de DNA entre outras a vários objectos recolhidos na altura,nomeadamente a um xaile que uma delas levava pelas costas e ás cartas que foram enviadas á policia e foi tudo inconclusivo pura e simplesmente porque estiveram em exposição no museu da Scotland Yard durante anos e toda a gente que os viu mexeu neles....havia tanta impressão digital,e contribuições genéticas de tantas pessoas que os testes foram anulados.



Laracna
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 20/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Laracna em Qui Jan 13, 2011 8:06 pm

Seria uma leitura bem interessante... Quer dizer então que todas as evidências apontam para esse homem, mas ninguém nunca o indiciou ou coisa parecida?

Provavelmente Jack, se vivesse nesse século, faria uma carneficina de outro tipo de laia: os repórteres!

AngelSpectrum

Mensagens : 120
Data de inscrição : 02/06/2010
Idade : 24
Localização : Portugal

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  AngelSpectrum em Sab Jan 15, 2011 2:07 pm

Elektra escreveu:Atualmente o assassinio de alguém só é importante para os media na altura porque é noticia e vende, e para os familiares e amigos da vitima se os tiver,independentemente do que fazem para ganhar a vida.


Esta história do Jack, o estripador sempre me fascinou no sentido da investigação, ainda que na altura os assassinios macabros eram de certa forma comuns em Londres.
Há relativamente pouco tempo fiz uma investigação sobre o assunto porque li um livro que foi feito a partir de um diário de um dos supostos suspeitos,e a partir daí pesquisei; fi-lo para tentar perceber o que a Scotland Yard vivia e como funcionavam na época.
Curiosamente este processo estava fechado e só poderia ser aberto cem anos depois em consideração aos familiares das vitimas e potenciais suspeitos.Em 1988 ele foi aberto ao público e só há uns dois anos atrás consegui aceder á informação do processo que até então estava selada.
A identidade do criminoso permanece um mistério,mas tudo á sua volta é um excelente exercicio histórico.


PS: AngelSpectrum as fotos tem um erro, a última mulher na segunda foto não é uma das vitimas, as vitimas canónicas são 5 e a primeira é a Mary Kelly (a mais mutilada e mais nova)e na segunda foto por ordem são:Elizabeth Stride,Annie Chapman,Mary Ann Nichols, Catherine Eddowes, a última é Alice MacKenzie que foi assassinada a 17 de Julho de 1889(quase um ano depois)suspeita-se que o Jack o estripador tenha morto pelo menos mais 13 mulheres entre elas a Alice, mas não existem certezas daí considerarem só aquelas cinco que foram as que ele assumiu.
Não sei de onde retiraste as fotos, mas a fonte não está correcta.



eu simplesmento coloquei no google e apareceu-me essa foto entre outras é claro.

Quanto ao assunto de não darem importância ao assassinio de prostitutas eu acho que não é verdade, houve em tempos aqui em Portugal um homem que matou prostitutas, chamava-se o estripador de Lisboa e apareceu sempre nos jornais e ainda hoje é recordado no que toca aos grande crimes ocorridos em Portugal, tal como o jack ninguém sabe quem é o homem.

Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Elektra em Ter Jan 18, 2011 5:17 pm

O que eu quis dizer Angel Spectrum é que as noticias só são noticias durante o tempo em que são exploradas pela imprensa e depois são esquecidas,lembro-me perfeitamente desse caso do estripador de Lisboa mas se perguntares poucas são as pessoas que se lembram disso.Quanto á foto Angel Spectrum não fiz a correção por mal,nem como critica,irrita-me é a informação que por vezes circula na net ser tão incorreta, e tu sabes que nós "scorpions"temos a mania das perfeições. Very Happy


Laracna:
O livro fala da história de James Maybrick um dos suspeitos, mas ele morreu envenenado (era viciado em arsénico), e a mulher dele foi acusada desse crime num julgamento sensacionalista na época e foi condenada á morte.Felizmente o caso foi revisto devido a diversas irregularidades e a pena foi comutada para prisão perpétua.Em 1904 o caso foi novamente revisto e ela foi libertada.(Eu pessoalmente acho que ela estava inocente e foi um bode expiatório) a vida dela após ser liberta foi de reclusão, uma mulher naqueles tempos acusada de assassinato fica com a vida destruida para sempre.

O diário foi considerado um embuste por muitos estudiosos,e outros consideram-no verdadeiro...mais uma incógnita.

Por outro lado o inspector Abberline sempre achou que o verdadeiro assassino era um outro suspeito, Severin Klosowski (George Chapman)que posteriormente foi acusado de ter assassinado três esposas e condenado pelo menos na morte de uma,foi enforcado em 1903.



Este é o melhor site que encontrei sobre o assunto,fala sobre todas as testemunhas,todos os supeitos,todas as vitimas,inclusive tem o relatório das autópsias e fotos, descrições dos acontecimentos,as cartas que ele enviou á policia.Está muito completo,está em inglês o que pode ser um entrave para quem não domina a língua.


http://www.casebook.org/intro.html






Inominável Ser
Admin
Admin

Mensagens : 793
Data de inscrição : 19/05/2010
Idade : 40
Localização : Onde vivem os mortos

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Inominável Ser em Qua Jan 19, 2011 2:44 pm

No caso do "famoso" Jack Estripador, vemos todas as faces de um exagero da parte da imprensa tanto quanto hoje. Esta semana mesmo, em São Paulo, foi encontrado em uma lixeira o corpo de uma garota de aparentemente vinte anos de idade sem a cabeça; os moradores do bairro cercaram a tal lixeira e a imprensa sensacionalista aqui do Brasil fez, como sempre, a sua festinha... Nada mudou mesmo desde a época daquele assassino e não acredito em nenhum dos supostos suspeitos de serem ele.

Inominável Ser
Admin
Admin

Mensagens : 793
Data de inscrição : 19/05/2010
Idade : 40
Localização : Onde vivem os mortos

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Inominável Ser em Seg Jan 24, 2011 10:30 am

E até os fatores culturais podem entrar na formação de um assassino ou psicopata, tanto que há sempre uma demonstração disso quando se interroga ou analisa cada um dos dois tipos ao fazer-se referência quanto a algum tipo de motivação além da obviedade do prazer de matar em si mesmo.

Laracna
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 20/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Laracna em Sex Fev 18, 2011 7:23 am

Será que a sociedade em si era massacrante para esses assassinos, sendo isso mais um fator a contribuir para os crimes?

Inominável Ser
Admin
Admin

Mensagens : 793
Data de inscrição : 19/05/2010
Idade : 40
Localização : Onde vivem os mortos

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Inominável Ser em Qua Fev 23, 2011 3:42 pm

Há pessoas que endeusam os psicopatas tanto que estes acabam se tornando "heróis" e "ícones pop", como acontece com o tal do Charles Mason. Será que o crime possui mesmo algum "glamour" ou a decadência da Humanidade é tão grande que chega-se ao ponto de venerar-se um assassino porque ele é "simpático" ou "carismático"?

Laracna
Admin
Admin

Mensagens : 212
Data de inscrição : 20/05/2010

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Laracna em Qui Fev 24, 2011 8:04 am

Eu concordo com você, Inominável, acho que a Humanidade está em plena decedência... Mas eu também acho que as pessoas em geral tem uma certa atração pelo macabro. Não acontece direto de haver vários curiosos em volta de um ferido em acidente de carro ou coisas afins? Talvez seja por isso que elas meio que "idolatram" esses assassinos.

Inominável Ser
Admin
Admin

Mensagens : 793
Data de inscrição : 19/05/2010
Idade : 40
Localização : Onde vivem os mortos

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Inominável Ser em Qua Mar 02, 2011 3:49 pm

Idolatria doentia e puramente infantil, fazendo com que muitos não enxerguem que aquele assassino venerado pode estar igualmente dentro de cada um, já que, psicologicamente, há a teoria de que guardamos camadas primitivas de consciência bem próximas às de um psicopata...

AngelSpectrum

Mensagens : 120
Data de inscrição : 02/06/2010
Idade : 24
Localização : Portugal

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  AngelSpectrum em Dom Set 11, 2011 4:00 pm

Eu vi um documentário no Discovery Channel sobre uns investigadores que elaboraram uma pesquisa sobre quem foi o jack o estripador.

O que acontece é que muitas cartas que foram enviadas eram falsas, só uma era considerada verdadeira, acho que era aquela que trazia o rim. Através da caligrafia conseguiram concluir que há fortes suspeitas deste homem ser o estripador.

Dr. Francis Tumblety



Um irlandês que foi para a America e depois para Inglaterra na altura dos crimes. Não era médico licenciado, foi casado com uma prostituta ( sem saber que ela o era), deixou-a e foi para Inglaterra. Passou a odiar mulheres e a ter práticas homosexuais das quais foi preso e depois considerado suspeito, visto que também coleccionava úteros. Foi libertado e voltou para a America e os crimes acabaram.

As semelhanças na caligrafia e nas expressões irlandesas que o estripador utilizava são extremamente semelhantes, estamos a um passo de descubrir o estripador?

Conteúdo patrocinado

Re: Comportamentos macábros do ser humano ao longo da História

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 9:18 pm


    Data/hora atual: Sex Dez 02, 2016 9:18 pm