Projeto C.O.V.A.

Enterre-se nesta Cova se tiver coragem e ossos!!!

Aos Artistas Que Sobrevivem Nas Sombras Mais Inspiradoras E Aos Amantes Destas Sombras Na Forma De Arte, Poesia, Literatura E Música


Quorthon

Compartilhe

Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Quorthon

Mensagem  Elektra em Seg Nov 15, 2010 4:37 pm

QUORTHON






Tomas Forsberg,mais conhecido por Quorthon nasceu a 17 de Fevereiro de 1966 em Hägersten, Estocolmo .
Foi o fundador e principal compositor da banda sueca pioneira do Black Metal, os Bathory fundada em 1983.
A ele é creditado a co-criação do Black Metal.
Venom,Bathory e Celtic Frost são a maldita tríade satânica do Black Metal.Assim como também está creditado como o criador do Viking Metal .
Tudo começou com eles,e são até hoje as principais referências e influências unânimes.
As características iniciais dos Bathory eram quase as mesmas de Venom e Celtic Frost. Metal cru, ríspido, frio, calculista, tosco, mal tocado, mal gravado, vocais ininteligíveis, letras satânicas, visual carregado e imagem assustadora. Assim começou o filho bastardo do Heavy Metal, o Black Metal. Formado em 83 pelo multi-instrumentista Quorthon na altura com 17 anos e dois amigos, somente por diversão, os Bathory faziam covers de bandas como Black Sabbath e Venom.

A banda permaneceu como um trio até 87 e a partir de então, a banda passou a ser uma banda de um homem só, um faz tudo, único executor. Quorthon foi o pioneiro neste tipo de projeto, que se tornou comum depois, com bandas feitas por um músico só. Outra característica marcante dos Bathory e de seu mentor é a de não tocar ao vivo, sendo apenas um projeto de estúdio.Esta foi outra contribuição de Quorthon para a cena Black Metal, a de não tocar ao vivo. Esta atitude não deixa de ter o espírito do “do it yourself”, pois mostra que, mesmo que não seja um bom músico, mesmo que não ache nenhum músico que compartilhe de suas mesmas idéias musicais e mesmo que não goste de tocar ao vivo e não ache pessoas que possam executar as suas músicas, isto tudo não te impede de ter uma banda de Black Metal.
Os albuns deste período ajudaram a cimentar a imagem do Black Metal.Quorthon por esta altura recebia presentes de fans ultra-zelosos que lhe enviavam animais mortos e mutilados pelo correio entre outras coisas.Tudo isto cimentou a imagem de Quorthon contra a sua vontade.

Além de inovar, Quorthon mostrou-se visionário. Se os Venom iam- se despedaçando, nas suas relações pessoais e cheias de brigas, e musicalmente, já que a banda não tinha mais para onde ir, e os Celtic Frost venderem-se ao mercado americano, mudando de uma hora para outra do Black Metal para o Hard Glam comercial, manchando o nome da banda até hoje, os Bathory conseguiram manter a sua reputação mesmo mudando de estilo. Pois Quorthon cansou-se de falar do diabo e de temas satânicos e foi a primeira banda a fazer o chamado “Viking Metal”. Sua origem sueca (país Viking por excelência) fez sua música retroceder à época da barbárie e do orgulho de seus antepassados. Quorthon era um fã assumido de história.Quorthon assumia que não era satanista e que fazia tudo aquilo por diversão .para ele toda a história de satanás não era nada além de uma mentira, causada por outra mentira chamada igreja. A projeção do Anti-Cristo (assim como a figura de Cristo) foi inventado pela igreja para manter os seres humanos sob controle e para forçá-los nas igrejas (para fortalecer o poder da igreja). E como ele deveria acreditar em Satanás, se ele não acreditar em que Deus cristão!? Não existência de um sem o outro. E por causa dessa percepção tentei procurar outros temas de suas letras. Dai a mitologia nórdica.
Outra inovação foi a de Quorthon admitir e executar influências de música clássica em sua banda, como Wagner e Nietszche. Mais uma vantagem de não tocar ao vivo, visto que muitos arranjos, passagens, efeitos e até mesmo músicas, seriam impossíveis de se reproduzirem ao vivo.
Chegou inclusive a aprender alemão para assim ler os originais de Wagner e segundo ele entendê-lo profundamente.
Os Bathory tem detalhes muito curiosos em seus trabalhos e certamente Quorthon foi um idealista que buscou sempre melhorar e fazer o que gostava.
Ele manteve sua arte o mais longe possível do consumo de massa e de maneira romântica jamais se vendeu. Atitude tremendamente difícil em qualquer meio e tarefa hercúlea quando se está inserido na indústria musical.
Apesar de uma sofrível qualidade sonora acompanhar toda a sua discografia, seja ela em vinil ou CD (seria intencional por parte da mixagem e produção?), o peso descomunal da sua música ,poeta versado em genuíno Black Metal, a sua contribuição foi incomensurável. Essa era a arma mais forte: a alta qualidade de seu material.


Os Bathory foram marcados por inúmeras mudanças de formação e de estilo, mas é respeitado por fãs de black e do chamado “viking metal” pela qualidade das composições.
Pouco se sabe da sua vida pessoal ,pois ele sempre foi reservado.
Solitário, arredio, parecendo cansado de tudo. Quorthon cercou-se de certos cuidados. A inteira discografia de sua banda permanece sob o controle exclusivo da Black Mark Productions, parceiro desde a primeira hora e, como não poderia deixar de ser, também cercado de lendas. Poucas fotos de Quorthon são de domínio público.manteve-se um lobo das estepes, circundando, observando, indomesticável pelo sistema.
Esse foi o seu maior escudo, mesmo depois de sua morte: o distanciamento da cena metálica e, posteriormente, de todos os média.

Quorthon foi encontrado morto a 3 de Junho de 2004 aos 38 anos vitima de falha cardíaca. (enfarte do miocárdio)








Elektra
Admin
Admin

Mensagens : 980
Data de inscrição : 19/05/2010

Re: Quorthon

Mensagem  Elektra em Qui Out 06, 2011 3:47 pm












    Data/hora atual: Dom Dez 04, 2016 5:13 am