Projeto C.O.V.A.

Enterre-se nesta Cova se tiver coragem e ossos!!!

Aos Artistas Que Sobrevivem Nas Sombras Mais Inspiradoras E Aos Amantes Destas Sombras Na Forma De Arte, Poesia, Literatura E Música


Korzus

Compartilhe

Inominável Ser
Admin
Admin

Mensagens : 793
Data de inscrição : 19/05/2010
Idade : 40
Localização : Onde vivem os mortos

Korzus

Mensagem  Inominável Ser em Qua Nov 10, 2010 7:49 pm



O Korzus é sem dúvida um dos mais tradicionais e importantes grupos de rock em atividade no Brasil. Em 1984, com apenas 3 (três) meses de existência, o grupo já entrava em estúdio para o seu primeiro registro em vinil, a coletânea "SP Metal II" - selo Baratos e Afins - 1985, com duas faixas presentes nesta coletânea, a faixa chamada "Guerreiros do Metal" tornou-se um hino entre os headbangers e projetou o Korzus no cenário nacional. Uma turnê em várias cidades do Brasil, com Marcello Pompeu no vocal, Silvio Golfetti, Eduardo Toperman nas guitarras, Dick Siebert no baixo e Maurício Brian na bateria, resultou no lançamento do álbum "Korzus ao vivo" - selo Devil Discos - 1986.Álbum composto a partir de gravações "piratas".

No ano de 1987 acontecem as primeiras mudanças na formação da banda, Toperman e Brian saem, e entra o baterista Zema Paes. No mesmo ano, o Korzus entra em estúdio para lançar seu primeiro LP "Sonho Maníaco", pela Devil Discos. Trabalho muito elogiado pela crítica e bem recebido pelo público. A banda utilizou uma temática voltada para letras pesadas, a mesma usada no "Black Metal". No segundo semestre de 1987 e após uma série de shows pelo Brasil, acontece o suicídio do baterista Zema. Uma grande perda, devido a influência que vinha exercendo no estilo musical do grupo.

O ano de 1988 é marcado por grandes mudanças. Roberto Sileci é convidado para defender as baquetas e Marcello Nicastro a guitarra. Todas as letras passam a ser compostas em inglês e neste mesmo período, o guitarrista Silvio Golfetti é convidado para tocar com o grupo Agent Steel de Los Angeles, USA. O Korzus realiza seu primeiro show com um grupo internacional. Korzus e Nasty Savage, banda americana, tocam juntos no "Projeto SP". Golfetti retorna, 5 (cinco) meses depois ao Brasil , para gravar "Pay For Your Lies" - Devil Discos -1989. Este álbum ficou 6 (seis) meses no "Top Ten" do programa "Slam Hour", da rádio belga "Equinox FM". A banda foi muito elogiada, tanto no Brasil quanto no exterior. Em turnê pelo Brasil, o Korzus toca com diversas bandas conceituadas, como Destruction, Sepultura, Ratos de Porão, entre outros.

"Mass Illusion" - Devil Discos - 1991, produzido por Roger Rocha Moreira do "Ultraje a Rigor", é o terceiro álbum de estúdio, considerado até então o melhor e mais maduro trabalho do grupo. Foi definitivamente um álbum de impacto, que além de ficar vários meses entre os discos independentes mais vendidos do Brasil, de acordo com a "Revista Bizz", a música de abertura do álbum, "Agony", foi lançada em vídeo pela MTV Brasil com grande número de pedidos pela audiência. O lançamento do disco em CD conta com dois Bonus Track.

Em Dezembro de 1991, o guitarrista Silvio Golfetti substitui Andreas Kisser do Sepultura. Andreas havia fraturado o braço e Silvio o representa muito bem no "Christmas Metal Meeting Festival", tocando com Motorhead, Kreator, Morbid Angel e outros monstros do metal. Abril de 1992 marca a partida para a primeira turnê internacional do Korzus. A "Mass Illusion European Tour 92" que deu a oportunidade de realizar 20 shows no circuito europeu e entre os países escolhidos estavam a França, Itália, Inglaterra (Marquee, The Club) e Alemanha. Devido a ótima repercussão da turnê européia, todos os shows realizados no Brasil foram um sucesso de público e não faltaram convites de bandas internacionais para o grupo. Foram 2 shows com o grupo nova-iorquino Agnostic Front, a segunda parte da "Mass Illusion Tour 92" (desta vez com exclusividade para o público brasileiro), show com o Kreator no Rio de Janeiro e com o Morbid Angel em Jundiaí, entre outros.

Em 1993, novamente o Korzus passa por mudanças. Sai Sileci e entra Ricardo Confessori (atual baterista do "Angra"). No final de 1993, sai Confessori e Nicastro, e entra Fernando Schaefer na bateria. Os shows com o Sepultura e com o Kreator, em São Paulo e Belo Horizonte, foram os últimos em quarteto, pois em seguida Marcelo Nejen assume a segunda guitarra. Em Fevereiro de 1995, o Korzus convoca Steve Evetts, Norte Americano que já trabalhou com bandas como M.O.D., Skid Row, Demolition Hammer, Rhythm Trip, Whiplash, Misfits, etc. para produzir "K.Z.S." no estúdio Rack, em São Paulo. "K.Z.S." foi mixado e masterizado no estúdio "Trax East" em New Jersey, USA. O álbum conta com 12 faixas. A faixa de abertura, "Internally", foi primeiro vídeo clip do K.Z.S e a música "The Boss" teve a participação do vocalista Billy Milano do S.O.D./M.O.D. Em Agosto de 1996 o Korzus toca em Santos com King Diamond e Mercyful Fate.Quando retorna a São Paulo, a banda é convidada para participar do comercial dos biscoitos Bauducco. Inicialmente o comercial contaria apenas com a presença da banda, mas os produtores decidiram que uma música deles seria usada, "Internally". O Korzus encerra 1996 e inicia 1997 com uma série de shows. Em dezembro de 1996 inicia a primeira tour pelos Estados Unidos. Shows pela Florida e outros estados fazem parte da agenda da banda. Entre os mais importantes estão o inesquecível 10 de Dezembro no Irving Plaza de Nova York com as bandas Biohazard, e a volta aos palcos do S.O.D. em New Jersey no "Xplode Estúdio". Ainda em New Jersey, o Korzus grava uma versão da música "Speak English or Die" do S.O.D. para o "Tribute of S.O.D." com várias bandas de peso e nome no cenário mundial como o Sepultura, Fear Factory, Agnostic Front, Biohazard e Pantera. Trabalho que foi gravado no estúdio do próprio Billy Milano do S.O.D., mas que infelizmente o mesmo pegou fogo e destruiu o trabalho de diversas bandas, incluindo a gravação do Korzus. Na volta ao Brasil, em julho de 1997, o Korzus toca com os californianos D.R.I e com os nova-iorquinos do Mad Ball, sendo que no final do show todos se juntaram para uma "jam session" . As bandas tocaram juntas o hino do hardcore de Nova York, "Crucified" do Agnostic Front. "Namesake" do álbum K.Z.S. foi a música escolhida para o segundo vídeo clip e estreou na programação da MTV em Março de 1998 e foi um sucesso. O Korzus tocou novamente com o Kreator no dia 15 de Junho em Sorocaba/SP. O álbum K.Z.S. é lançado dia 17 de Agosto de 1998 na Europa pelo selo alemão "Rawk Records".

Com a saída de "Soldado Nejen" e Fernando Schaefer, por diferenças musicais e profissionais, o Korzus coloca sangue novo na bateria, a grande revelação Rodrigo Oliveira. O novo guitarrista é Heros Trench que faz uma ótima parceria com Silvio Golfetti e ambos apresentam um timing de palhetadas impressionante e nunca vista no cenário musical nacional. Acaba de sair na Europa a coletânea "Brain Brazil vol. 1" pelo selo inglês "Brain Records", onde o Korzus abre o CD com a música "Internally" do álbum K.Z.S. Nessa mesma época gravam uma versão da música "Desperate Cry" do Sepultura, para o lançamento do "Tributo ao Sepultura".Reconhecido mundialmente, o Korzus participa do maior festival de heavy metal do planeta, a 4º edição do Philips Monsters of Rock de 1998, junto com os grupos Slayer, Megadeth, Dorsal Atlântica, Manowar, Glen Hughes, Saxon, Dream Theater e Savatage, onde puderam mostrar toda sua energia e experiência para mais de 25.000 pessoas em 30 minutos de puro metal. Devido a ótima atuação no Monsters e os planos de lançamento de um CD ao vivo que já vinham de longa data, o Korzus lança em Abril de 2000 o CD "Live at Monsters of Rock" com algumas músicas ao vivo gravadas pela MTV, as inéditas "Catimba" e "Last Memories" e dois covers: "Lutar, Matar" do Olho Seco, que também faz parte do álbum "Tributo ao Olho Seco" e "Desperate Cry" do Sepultura que havia sido gravada para o tributo à banda. Simultaneamente acaba de sair uma versão remasterizada dos álbuns "Pay For Your Lies" e "Sonho Maníaco", dois Lps em um único CD.

O Korzus continua se apresentando por diversas cidades do Brasil. Foi em então que em setembro de 2001 fizeram uma bem sucedida tour no Norte-Nordeste de cinco shows. A banda volta então dos shows completamente em trabalho de composição do novo álbum que começa a ser gravado em fevereiro de 2002 no estúdio Mr. Som de propriedade de Pompeu e Heros, o que fez com que a banda tivesse todo o tempo necessário para produzir o álbum com calma, porém tiveram que conciliar o tempo do estúdio entre as gravações do Korzus e de outras inúmeras bandas, já que o estúdio Mr. Som é referência entre as bandas de metal no Brasil. Nessa mesma época lançam em julho de 2003 o clip de “Last Memories”, e tocam em São José do Rio Preto e Brasília. Em fevereiro de 2004 tocam juntos Korzus, Ratos de Porão e Krisiun em um encontro histórico dos maiores nomes do underground o que serviu para aquecer a banda para o lançamento do novo álbum. Seu título é “Ties of Blood” que é lançado em abril de 2004 pela Unimar Music e traz participações especiais de Hélcio Aguirra (Golpe de Estado), André Matos (Shaman/Angra/Viper), Boka e João Gordo (Ratos de Porão), Redson (Cólera), Otto Taurus(Força Macabra) e Andréas Kisser (Sepultura), no mesmo mês o Korzus já é capa da Revista Road Crew, umas das mais importantes revistas especializadas do meio metal no Brasil.

Entre 2004 e 2008 o Korzus se apresentou em todo território nacional como "Headliner" e com participações em grandes festivais como Porão do Rock (DF), Abril Pro Rock (PE), Chimera Festival (SP), Roça 'n' Roll (MG), Maquinaria Festival AVR (SP), Sepulfest (RS), entre muitos outros, e uma apresentação memorável no Quito Fest (Equador) para mais de 15 mil pessoas.
O guitarrista Silvio Golfetti deixou a banda no começo de 2008, dando lugar a toda garra, técnica e criatividade de Antonio Araujo (ex-ChaoSphere), que se encaixou perfeitamente e trouxe novas energias para esta atual fase do KORZUS.
Este fato iniciou uma grande mudança na banda e com uma nova direção e planejamento , o KORZUS conseguiu fechar grandes parcerias comerciais. Um importante passo para frente foi a decisão da marca JAGERMEISTER que decidiu investir na banda e fazer KORZUS a primeira JAGERBANDA do Brasil, seguindo bandas da marca no exterior como SLAYER, EPICA, KILLSWITCH ENGAGE, etc. (www.korzus.com.br/hotsite). O outro foi o contrato com a marca MEGA ENERGY (www.megaenergydrink.com.br). Ambas as marcas ficam sempre presentes nos shows da banda (www.jagerbus.com.br).

Revigorada e ansiosa pelo novo material, a banda trabalhou em novas composições e em 2009 começou as gravações de um novo álbum de estúdio. "As novas músicas sao mais pesadas, diretas e atuais, mas sem perder o sentimento “old school” que sempre carregamos. Estamos trabalhando dezesseis composições e obtivemos ótimos resultados até o momento, indo além do que esperávamos. Este novo álbum será um trabalho ainda mais agressivo, técnico e maduro que o 'Ties Of Blood'", revela Heros Trench. E Marcello Pompeu completa: “Com certeza é o disco mais diversificado da banda ate agora. Eu estou super feliz com o resultado. Para mim é o trabalho perfeito de ponta a ponta. O nosso trabalho mais profissional”.

O novo álbum foi mixado e masterizado no estúdio Mr. Som pelos vencedores de Grammy latino, Heros Trench e Marcello Pompeu em marco de 2010, e foi titulado “DISCIPLINE OF HATE”. A imprensa especializada e críticos de musica são da mesma opinião: Este álbum é de longe o melhor da carreira da banda e vai levar eles ao um nível maior. 13 músicas matadoras!!!

Em conseqüência de uma nova estratégia de trabalho e uma nova direção, o KORZUS assinou em maio de 2010 um contrato internacional de longo termo com a gravadora alemã AFM Records, quem tem bandas como DESTRUCTION, UDO, DORO, CIRCLE II CIRCLE, MASTERPLAN e JON OLIVA'S PAIN , entre outros em seu cast, garantindo assim a continuidade da sua carreira internacional.

Desde que o Sepultura se tornou um gigante ao redor do mundo, um comentário constante entre os fãs brasileiros é que o KORZUS seria o próximo devido à paridade técnica e a qualidade musical entre as duas, e neste momento isso se torna real. Os vinte e cinco anos de atividades só tornaram o KORZUS melhor, mais forte e pronto para dominar o mundo! Chegou a hora do KORZUS !!!


Bio retirada da página oficial da banda:

Korzus






    Data/hora atual: Sex Dez 02, 2016 7:18 pm